Vice-prefeitos e vereadores são presos durante eleição no Tocantins

Sete pessoas foram presas por crimes eleitorais neste domingo (3), no Tocantins, durante a eleição suplementar que ocorre no estado. Entre os presos, há cinco políticos e dois civis, de acordo com a Polícia Civil. Há casos de transporte irregular de eleitores e de compra de votos.

O Tocantins passa por uma eleição suplementar (fora do calendário normal) porque o Tribunal Superior Eleitoral cassou o então governador Marcelo Miranda (MDB) e a vice dele, Cláudia Lelis (PV) por captação ilegal de recursos para a campanha eleitoral de 2014. Quem vencer esta eleição suplementar deve ficar no cargo até o fim do ano e pode concorrer em outubro à reeleição.

transporte-eleitores

Polícia flagra vice-prefeito transportando eleitores em Carrasco Bonito (Foto: Divulgação)

Entre os políticos detidos, estão os vice-prefeitos de Carrasco Bonito e Pium. Eles foram presos em flagrante fazendo transporte irregular de eleitores. O vice-prefeito de Dois Irmãos e um vereador de Miranorte foram presos por propaganda eleitoral irregular no dia da votação. Um vereador de Alvorada foi flagrado tentando comprar votos em uma escola.

G1

Leave a reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *