Acidentes causam mortes no Piauí.

As viagens de deslocamento para encontro com as famílias durante a Semana Santa, causaram 4 mortes da noite de quarta-feira para a noite de quinta-feira. As mortes ocorreram em quatro cidades diferentes.

Um grave acidente automobilístico ocorrido na manhã desta quinta-feira rodovia na PI-05, próximo a localidade Estocado II, cerca de 34 km do município de Floriano, matou o cabeleireiro João Batista da Silva, o Johny.

Segundo informações, a mulher do cabeleireiro, Miranir Gonçalves da Silva, que conduzia a caminhonete S-10 teria perdido o controle, colidido com uma árvore e capotado o veículo. No carro também estavam os dois filhos do casal. A família seguia em direção ao sítio da sogra do cabeleireiro João Batista da Silva, onde passaria o feriado de Páscoa.

De acordo com o tenente-coronel Lisandro Honório, comandante do 3º Batalhão de Polícia Militar (BPM), a caminhonete saiu da pista, capotou várias vezes e João Batista ficou preso às ferragens e morreu no local do acidente. Miranil Gonçalves e os filhos sofreram ferimentos, foram socorridos e encaminhados para o Hospital Regional Tibério Nunes. Miranir Gonçalves da Silva sofreu ferimentos mais graves e foi transferida para Teresina. Às 4h40 de quarta-feira, um corpo foi encontrado na rodovia BR-316, na altura do bairro Junco, em frente a Ceasa (Central de Abastecimento), em Picos.

A 4ª Delegacia da PRF (Polícia Rodoviária Federal) informou que o homem foi vítima de um atropelamento. No local do acidente se formou uma poça de sangue. O inspetor da 4ª Delegacia da PRF, Benedito Lima, informou que equipes da PRF estão trabalhando no intuito de descobrir a identidade do homem. Ele disse ainda que o motorista responsável pelo atropelamento não parou para socorrer a vítima. “Nossa equipe esteve no local fazendo o levantamento e os dados preliminares apontaram que após o atropelamento o veículo evadiu-se do local deixando para trás uma vítima fatal”, falou o inspetor Benedito Lima.

A colisão entre carreta e um Hyunday, de placa PIE-1282, no Quilômetro 140 da BR- 316, no município de Elesbão Veloso, provocou a morte de Maria Ivone Bezerra de Alencar, de 69 anos, que era tia da produtora de TV Ana Alzira. O acidente ocorreu na noite de quarta-feira.

O acidente também deixou duas passageiras feridas, que foram internadas em um hospital particular em Teresina. O estado mais grave é da jornalista e motorista do veículo, a produtora de TV Ana Alzira Alencar, que passou por cirurgia na manhã desta quinta-feira.

Ana Alzira fraturou a clavícula. Segundo a prima da jornalista, Perla Alencar, Ana foi submetida a uma drenagem e nesta manhã foi levada para o centro cirúrgico, mas passa bem. “Ela fez uma drenagem por conta de um pneumotórax (acúmulo de ar na cavidade pleural). Ela teve a costela quebrada e perfurou um pouco o pulmão. Também teve problemas na bacia, nada de grave, só passar cinco dias de repouso absoluto para recuperar”, disse.

Perla contou ainda que Ana Alzira está lúcida, mas um pouco desorientada em razão de uma leve pancada na cabeça. “Ela já fez exames também por conta da pancada e o resultado não indicou nenhum problema neurológico”, relatou.

A mãe da jornalista, Antônia Neusa Bezerra de Alencar Antão teve apenas ferimentos leves e continua em observação no hospital. Já o irmão Juarez José Antão de Alencar, 25 anos, fraturou o braço e a empregada da família Marilene do Rosário Bezerra sofreu escoriações. Ambos foram liberados. Perla Alencar falou que a família seguia viagem para Pio XI, onde de costume passa a Semana Santa.

Para ela, o caminhoneiro foi imprudente ao dirigir sob efeito de drogas. “A família está chocada e a revolta é grande. Esse motorista foi muito imprudente. Foram várias acidentes provocados por ele e ele não ficará impune”, declarou Perla Alencar. Um homem morreu em acidente em Altos (42 km de Teresina). O corpo foi levado para exame cadavérico no Instituto Médico Legal (IML).


Leave a reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *