Suspeita de mandar matar adolescentes em Timon é presa no RS

Uma mulher identificada pelas iniciais E.L.S.S, foi presa na manhã desta sexta-feira (23/04), na cidade de Carlos Barbosa, no Estado do Rio Grande do Sul, suspeita de mandar torturar e assassinar as adolescentes Maria Eduarda de Sousa Lira, de 17 anos e Joyce Ellen dos Santos Moreira, de 15 anos no dia 21 de março deste ano, no município de Timon, no Maranhão.

suspeita-de-mandar-matar-adolescentes-em-timon-e-presa-no-rs-805fab96-5a81-4d14-8a46-82ef337582c5~2

A prisão foi realizada por meio de uma parceria da Polícia Civil dos estados do Maranhão, Pará e Rio Grande do Sul, que deu início após informações constatarem que a suspeita havia fugido para Belém, ao saber que estava sendo investigada.

A Polícia Civil de Timon alertou os policiais de Belém, que iniciaram diligências na cidade paraense e encontraram familiares de E.L.S.S, que informaram que a suspeita teria se mudado para a região Sul do país. Nesta sexta-feira, a Polícia Civil do Rio Grande do Sul anunciou através do perfil no Twitter que a acusada foi presa no município de Carlos Barbosa, localizado a 110 km da capital Porto Alegre.

Segundo a Polícia Civil de Timon, E.L.S.S. é integrante do núcleo feminino de uma facção criminosa.

Em entrevista, o delegado do Departamento de Homicídio e Proteção à Pessoa (DHPP) do município de Canoas- RS, Robertho Peternelli contou que a suspeita foi presa enquanto caminhava pela rua da cidade de Carlos Barbosa e que deve ser transferida para Timon.

“Um agente do Maranhão me procurou para dar apoio na procura da acusada. Nós fomos à delegacia de homicídios do RS. Nisso a gente conseguiu então fazer essa prisão. Ela tava caminhando na rua quando foi presa. Prisão relativamente tranquila, sem uso de força. Ela está à disposição da justiça para responder por esse crime. O delegado Valente, de Timon, já está ciente, e bem provável que eles tentem uma transferência dela para responder o crime pelo Maranhão, só aguardar o trâmite burocrático”, disse.

Fonte: MN

Leave a reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *