Servidores estaduais da Saúde entram em greve

Os servidores estaduais dos estabelecimentos de saúde do Piauí entrarão em greve por tempo indeterminado a partir da próxima quinta-feira (18). A presidente do sindicato da categoria, Edna Martins, informou que após algumas reuniões com o Governo do Estado, o pedido de reajuste salarial de 11% superior à inflação não foi aceito.

Edna Martins acrescentou que até o momento nenhum percentual foi oferecido pelo Governo. Sem acordos, a categoria decidiu pelo movimento grevista. Cerca de 9 mil profissionais da saúde deverão paralisar as atividades em todo o Estado, dentre eles os profissionais do Hospital Getúlio Vargas, Serviço de Atendimento Movél de Urgência e Hemopi.

Uma reunião foi realizada na manhã desta terça-feira (16) com o secretário de Administração, Franscisco Franzé, mas Edna Martins afirmou que não houve avanços.

Além do reajuste salarial, a categoria quer o retorno dos 50% que foram cortados do pagamento da insalubridade e a implementação do plano de cargos, carreira e salários dos trabalhadores específicos de saúde.

“Decidimos pela greve porque o Governo não nos deu nenhuma contraproposta sobre o reajuste salarial. Já a questão da insalubridade, nós queremos o retorno de 50% porque eles estão pagando o grau em 5%, 10% e 20%, mas nós queremos 10%, 20% e 40%. Outra questão é o enquadramento dos profissionais nos cargos porque nunca foi concluído”, comentou a presidente.

Leave a reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *