Prefeitura de Campo Maior realiza força tarefa contra Aedes Aegypti

A Força Tarefa executada pela Prefeitura de Campo Maior para combater o mosquito Aedes aegypti conseguiu visitar quase 8 mil imóveis e só detectou 200 focos do inseto na cidade, devidamente colhidos e encaminhados ao laboratório para identificação. A informação é do coordenador de endemias, Raimundo Barros.

De acordo com Raimundo Barros, as visitas dos agentes de endemias começaram na primeira semana de janeiro e se estendeu até o final do mês. Ao todo foram visitados 7.221 imóveis, entre residências, estabelecimentos comerciais, igrejas, cemitérios, terrenos baldios, sucatas e borracharias. “Desse universo somente 921 imóveis estavam fechados no momento das visitas”, informou.

Raimundo Barros disse que os focos de insetos encontrados ainda estão sendo analisados para saber o percentual de positividade, ou seja, em qual desses locais havia a presença do mosquito Aedes aegypti.

AqyQ7yd4aA-yP2DTnFOCtt0Ifgg0IIRE0rlWOzyl8mIf

O coordenador explica que as larvas encontradas e recolhidas não são necessariamente do mosquito transmissor da Dengue, Zica Vírus e da chikungunya. Pode ser até larva de muriçoca. Ele avalia o trabalho como positivo. Para ele o índice de foco encontrado não é preocupante em face do trabalho intenso que a Secretaria de Saúde e seus parceiros têm desenvolvido em Campo Maior.

Agcgv9BnwnbRaSO6DMDWaEB64gouGuN-nMggRkxesusk

O secretário de Saúde, Marcelo Pereira, informou que a Força Tarefa irá continuar nos próximos meses para que o combate ao mosquito continue surtindo os efeitos planejados pela Secretaria de Saúde.

AlZkvlMNx-AluD1Qktlr8qIs2S2AkS4uq76O3mDI3RdB1AlsAvqDV3Hkn5sEwqUX8y66coymxtxaonAJPG4sI6XXqAk51t5A1M8R9eqQ1NMDdwfZLlr7j_fefeUpL2Aq9P7wl

ASCOM

 

 

Leave a reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *