Prefeitura de Campo Maior fecha novo acordo de parcelamento de dívida com a Equatorial

O prefeito de Campo Maior Professor Ribinha, encaminhou para a Câmara de Vereadores projeto de Lei que autoriza o pagamento, parcelado, de débito do Município junto a Equatorial Piauí. A repactuação é relativa à renegociação da dívida de pouco mais de R$ 10 milhões, referente a débitos anteriores, que serão somadas ao consumo atual de energia da Prefeitura Municipal.

9f51c4618a68c3eca8181d0ed5eac3f6

De acordo com o projeto aprovado pela Câmara de Vereadores, o valor de R$ 10.268.882,00 será pago por uma parcela inicial no valor de R$ 1.026.888,20, sendo esse valor dividido em quatro parcelas mensais, iguais e sucessivas de R$ 256.722,05. “Esse pagamento começa no dia 10 de junho de 2020”, informa o prefeito.

O restante da dívida será divido em 120 parcelas mensais, iguais e sucessivas, no valor individual de R$ 102.605,08 (cento e dois mil, seiscentos e cinco reais e oito centavos). “A primeira parcela terá vencimento em 10 de outubro de 2020”, confirma o prefeito.

Com essa Lei de Repactuação de Dívida, a Equatorial fica obrigada a normalizar o fornecimento de energia aos órgãos do município.

O prefeito Professor Ribinha revela que essa repactuação reduz de 30 para 10 anos o prazo de pagamento da dívida com a Equatorial e estima-se que a proposta aprovada pela Câmara representa uma economia estimada de R$ 13 milhões e 600 mil para os cofres do município de Campo Maior.

“Esse pagamento só terminaria no ano de 2043 e a Prefeitura de Campo Maior teria que pagar, aproximadamente, R$ 26,5 milhões para a Equatorial, então considero esse projeto benéfico para o município”, analisa o prefeito Ribinha.

Leave a reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *