Policiais exercem papel de escrivão na Delegacia de Altos, diz Promotor

O Promotor de Justiça da Comarca de Altos, Paulo Rubens Rebouças, realizou vistoria no 14˚ Distrito Policial, e verificou que existem diversas deficiências estruturais. “A delegacia está tomada pelo mato. Motos e veículos apreendidos se deterioram sem que sejam levados a leilão ou recebam outra destinação; permanecem em depósito e acabam na inutilidade. O pátio possui vários potenciais focos de dengue”, relata ele.

c78e018deb07b6ae15ba88375b1b1ee9

O representante do Ministério Público aponta ainda a carência de servidores, a falta de equipamentos de informática e a regular ocorrência de desvio de função. “Por conta da carência de pessoal, os policiais exercem também a função de escrivão, o que compromete a atuação investigativa”, pontua Paulo Rubens.

O Ministério Público deve enviar relatório para a Delegacia Geral de Polícia Civil e para a Secretaria de Estado de Segurança Pública, cobrando providências. O Promotor de Justiça analisou ainda outros aspectos durante a inspeção, como a quantidade de termos circunstanciados de ocorrência, inquéritos policiais instaurados e boletins de ocorrência. As conclusões serão encaminhadas à Promotoria de Justiça responsável pelo controle externo da atividade policial em Altos.

“Infelizmente, o que se nota é um verdadeiro descaso para com a unidade policial, que atende uma região de cerca de 50 mil pessoas, onde existem graves problemas na área de segurança pública”, complementa o Promotor de Justiça.

Fonte: AZ

Leave a reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *