Polícia afirma que homicídio no Bairro Matadouro foi acerto de contas

O comandante da Polícia Militar de Campo Maior, major Etevaldo Silva, disse que assassinato contra o vigilante Marcílio Marquês Freire de Sousa, de 26 anos, que foi morto na noite dessa quinta-feira, 29, nas proximidades da quadra do Bairro Matadouro, em Campo Maior, já está esclarecido.

Etevaldo disse que Marcílio foi morto por um rival identificado como Pádua, que mora no Bairro Cariri. “Eles são rivais e o crime está relacionado com acerto de contas entre eles”, revela o comandante.

morte3

Etevaldo disse que tanto Pádua, como a vítima Marcílio já respondiam a processo na Justiça.

O comandante da Polícia Militar disse que esse é apenas o segundo homicídio em Campo Maior nesse ano de 2017 e que a polícia não registrava assassinados há 150 dias. “Não podemos comemorar, mas é bom fique registrado que no ano passado tivemos seis homicídios e a meta é que nesse ano o número de mortes seja bem menor”, relata o comandante.

Leave a reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *