POLÊMICA: Laudo médico descarta morte de garota por engasgamento

O Instituto Médico Legal divulgou o laudo realizado no corpo da pequena Isabeli Alves Feitosa, que morreu no Hospital Regional de Campo Maior na última quinta-feira (23), que de acordo com médico plantonista teria sido engasgamento, a causa da morte da criança.

Após dar entrada no HRCM na quarta-feira 22, Isabeli que havia passado por outros Hospitais, passou por exames de Raios-X, que comprovaram pneumonia e posteriormente a garota apresentou insuficiência respiratória.

8804dc3b-5dbb-45e0-9ac6-38ba3169d457

Familiares da menina alegam que a morte tenha sido por aplicação na medicação, por outro lado o Hospital dizia ter sido por engasgamento, pelo fato de a mãe ter dado leite para Isabeli, no entanto a perícia aponta que Isabeli faleceu por complicações no quadro de pneumonia, segundo o laudo divulgado pela imprensa local.

Na tentativa de salvar a vida da menina, o médico Antônio Carlos Bandeira o “Kikar” realizou procedimentos de reanimação cardiopulmonar e Aspiração Traqueal, mas Isabeli de apenas um ano e quatro meses, não respondeu e acabou falecendo no final da manhã do dia 23.

Texto: Silvana Moraes

Fotos: Emfoco

2b199cc4-6d1e-4fdf-a031-a3ddf62e6768thumbs (1)

Leave a reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *