‘Não renunciarei’, afirma Temer em pronunciamento

O presidente da República, Michel Temer (PMDB), garantiu em pronunciamento em rede nacional nesta quinta-feira (18), que não renuncia ao mandato.

“No Supremo, mostrarei que não tenho nenhum envolvimento com esses fatos. ‘Não renunciarei, repito, não renunciarei, sei o que fiz e sei a correção dos meus atos. Exijo investigação plena para o esclarecimento ao povo brasileiro”.
Temer afirmou ainda que não teme a delação premiada dos empresários Joesley e Wesley Batista da empresa JBS.

250f568edb5bee1fd5bead599a617a56

“Nunca autorizei que se utilizasse meu nome”, declarou o presidente.

Ele afirmou que nunca autorizou que se pagasse a alguém para ficar calado.

“Em nenhum momento, autorizei pagamentos a quem quer que seja para ficar calado. Não comprei o silêncio de ninguém”, diz Temer.

Temer é citado na delação premiada do empresário Joesley Batista, presidente do grupo JBS, como sendo um avalista da compra do silêncio do ex-presidente da Câmara Eduardo Cunha, preso em Curitiba desde agosto do ano passado.

No início da tarde de ontem, o ministro Edson Fachin, do Supremo Tribunal Federal, autorizou abertura de inquérito por obstrução de Justiça contra o presidente Michel Temer.

Michel Temer também teria indicado o deputado e ex-assessor especial da Presidência Rodrigo Rocha Loures para resolver problemas da JBS em um litígio que a empresa tinha com a Petrobras, e para ser o responsável pela arrecadação de dinheiro pago pelo grupo empresarial.

G1

Leave a reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *