Morre o poeta e cordelista Pedro Costa membro da ALTEC

Morreu neste sábado (11), o poeta do povo, o cordelista Pedro Costa padrinho Literário da Academia de Letra do Território dos Carnaubais – ALTEC. Pedro Costa completaria 55 anos no dia 5 de abril.

O Poeta foi nomeado padrinho da ALTEC, pelo professor e escritor Assis Lima e se tornou incentivador de projetos de demais  membros dessa importante academia da região.

O cordelista sofria já há alguns anos os efeitos do diabetes. Há duas semanas, sofreu um Acidente Vascular Cerebral (AVC) que o deixou com metade do corpo paralisada. Morreu às 5 horas da manhã, na sede da Fundação Nordestina do Cordel (Funcor), fundada por ele.

O corpo do poeta Pedro Costa está sendo velado na sede da Funcor, como era seu desejo.  O sepultamento será amanhã, às 10 horas, no cemitério do bairro Renascença.

Pedro Nonato Costa nasceu no município de Alto Longá e foi um dos mais ativos poetas de sua geração. Além de repentista, era ator e produtor cultural. Conquistou várias premiações nacionais, inclusive do Ministério da Cultura. Ele fundou também a revista “De Repente”, a única do gênero em circulação há 20 anos.

c6786057c342e2fdbc6408083a98f6ad

O poeta foi membro do Conselho Estadual de Cultura. Era membro da Academia Brasileira de Literatura de Cordel e de várias academias regionais de letras, entre elas a do  Território dos Carnaubais- ALTEC, a do Vale do Longá. Seus trabalhos foram divulgados em todo o Brasil através do Pedro Costa – O Dom Quixote do cordel.

Edição: Silvana Moraes

Informações: cidadeverde.com

Leave a reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *