MPF investiga irregularidade na aplicação de recursos na educação de Piripiri

O Ministério Público Federal (MPF) instaurou inquérito civil público contra o prefeito do município de Piripiri, Odival Andrade. A portaria foi assinada pelo procurador, Israel Gonçalves Santos Silva, e publicada no dia 08 de abril deste ano, no diário oficial do órgão ministerial.

O referido processo de investigação irá apurar a representação formulada em desfavor do gestor municipal noticiando irregularidades relacionados à aplicação de recursos do Programa de Transporte Escolar, referentes ao atraso no pagamento de salário dos motoristas, e às falhas em reformas de escolas custeadas pelo Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação (Fundeb), no Município de Piripiri-PI no ano de 2014.

A denúncia estava sendo investigada, através de procedimento preparatório. Porém, o prazo de conclusão deste se esgotou e para dar prosseguimento na apuração, o procurador resolveu fazer a conversão do processo em inquérito civil.

prefeito-odival-andrade-302709

Outro lado

O prefeito Odival Andrade, em entrevista ao GP1, informou que “esse inquérito foi arquivado pelo promotor Nirvardo, por que tudo era mentira. Há dois meses ele chamou o pessoal do transporte escolar e constatou que não tinha nada atrasado”.

A respeito das falhas encontradas nas reformas das escolas de Piripiri, o gestor também afirmou que as unidades de ensino da cidade, são modelos para os demais municípios piauienses. “Eu recebi 50 escolas sem condições de funcionamento, quando assumi em 2013, e já tenho 60 escolas reformadas e ampliadas. Piso cerâmico, forro de gesso, pintura em látex e mais da metade das unidades são climatizadas. Fizemos cinco centros educativos, pagamos acima do piso salarial e temos horário pedagógico. Nossa educação é modelo”, destacou.

Fonte: GP1

 

Leave a reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *