Maternidade vai decidir se faz aborto em criança de 11 anos.

A Comissão de ética da Maternidade Dona Evangelina Rosa, localizada no bairro Ilhotas, zona Sul de Teresina, vai se reunir para decidir se realiza ou não um aborto consentido em uma criança de 11 anos, grávida, que está internada no hospital, vinda de uma cidade do Maranhão.

A comissão vai decidir se a menina, que sofreu estupro dentro de sua casa, tem condições físicas para ter o bebê.
A direção da Maternidade vai divulgar ainda hoje, uma nota com esclarecimento do possível aborto da criança que tem apenas 11 anos.

menina-de-10-anos-gravida-levanta-questionamento-sobre-o-aborto

Imagem ilustrativa

A Coordenadora do Serviço de Atenção à Mulheres Vítimas de Violência Sexual (Samvvis), Maria Castelo Branco, informou que a menina era abusada sexualmente desde os 9 anos de idade pelo padrasto.

De acordo com a coordenadora, ocorre no Piauí, um estupro por dia. A conclusão foi tirada a partir dos casos registrados em 2016.
Maria informou que os casos de crianças grávidas não são em grandes números, mas já choca. Ela fala que se desestrutura quando chega caso de crianças grávidas.

A Maternidade Dona Evangelina Rosa vai reunir sua comissão, que analisa os casos de estupro, que é formada por assistente social, ginecologista, médicos legistas e psicólogos.

Para fazer o aborto a maternidade vai seguir o protocolo do Ministério da Saúde, que diz que a interrupção deve ser feita em caso de estupro ou quando a mãe corre riscos de morte, critérios que justifica o caso da criança internada no hospital.

Fonte: Meio Norte

Leave a reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *