Justiça suspende julgamento de Adão, acusado de estupro coletivo

O Tribunal Popular do Júri ouviu as primeiras testemunhas arroladas pela defesa e acusação do acusado de ser o mentor do estupro coletivo em Castelo do Piauí, em 2015. Adão de Sousa é o réu e único adulto acusado do crime. O julgamento começou nesta segunda-feira (12), no Fórum Desembargador Manoel Castelo Branco, em Campo Maior, mas foi interrompido após ausência de duas testemunhas sem justificativa.

Contudo, o promotor de Justiça Ricardo Trigueiro- responsável pela acusação- informou que os depoimentos podem ser dispensados e uma nova audiência de instrução- ainda sem data definida- será marcada nos próximos dias.

O crime

O estupro coletivo contra quatro jovens ocorreu no dia em maio do ano passado. Elas foram amarradas em árvores, agredidas e atiradas do alto de um morro de cerca de 10 metros. Uma das vítimas, Danielly Rodrigues Feitosa, 17, morreu após passar dez dias internada.

Quatro adolescentes foram condenados pelo crime e três cumprem medida sócio-educativa. O outro jovem- Gleison Vieira da Silva, 17 anos- foi morto seis dias após a condenação pelos três menores infratores. Eles dividiam a mesma cela em um Centro Educacional Masculino (CEM) em Teresina.

Fonte: portaldecampomaior

Leave a reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *