Heróis do Saber: Rede municipal de Campo Maior ensina contando estórias

Estimular os alunos, tornar a educação um processo de paixão para eles sentirem prazer em estudar faz parte das ações pedagógicas da rede pública municipal de Educação da Secretaria de Educação de Campo Maior – SEMED, conforme as normas do MEC.

herois

Esta semana, a SEMED desenvolve por meio das equipes de Projetos e Formação, ainda que de forma remota, as ações do Projeto Heróis do Saber, ensinando por meio de estória contadas pelos professores.

Eles gravam vídeos contando as estórias que serão disponibilizadas nas escolas e nas redes sociais para a realização das atividades pedagógicas junto aos alunos da Educação Infantil e as séries iniciais do ensino fundamental do 1º ao 5º ano. “O conteúdo dos vídeos será trabalhado nas mais diversas atividades”, explicou a coordenadora dos Programas do FNDE e coordenadora da equipe de Formação, a professora Zildene Mourão.

Desde segunda-feira deram início a gravação das estórias com as professoras Marinete (Patronato), Véritas (Nossa Senhora de Fátima), Francis Lima (Mariema Paz), e a professora Desterro Araújo (Águida Maria da Conceição). Nesta quarta-feira (11) mais cinco estórias foram gravadas e na quinta-feira (12) terão sequencias.

“Será uma semana de gravação, e a partir de segunda-feira (16) elas serão disponibilizadas no facebook, whats, grupos das escolas, You Tube e outros meios de comunicação”, destacou a professora Zildene. O Projeto‘’Heróis do Saber’’ teve início no dia 14 de março de 2017 na gestão do Prefeito Professor Ribinha.

A ideia da criação desta proposta é estimular e desenvolver a leitura dos alunos do 1º ao 9º durante as aulas de português. A coordenadora do projeto, Aucélia Ramos, quando pensou a proposta falou que a meta é que cada aluno leia dois livros durante a semana, trabalhando em cima da produção de textos.

“Nossa ideia é que cada aluno leia dois livros durante a semana e para deixar ainda mais lúdico, criamos um mascote que foi nomeado de ‘Leo Leiturinha. Em 2017 logo no início foi desenvolvido uma campanha de arrecadação de livros para não faltar material para as crianças”, destacou Aucélia.

Texto e Fotos: Valdamir Alvarenga

Leave a reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *