Estudante morre após infarto no Hospital de Campo Maior

A morte da estudante universitária Raquel Delmiro, de 31 anos, ainda é um mistério. A mulher chegou ao Hospital Regional de Campo Maior passando mal com problemas de respiração e depois de alguns minutos sofreu uma parada cardíaca. A suspeita é de que o problema respiratório tenha sido provocado pelas noz da índia que ela tomava para emagrecer.
delmiro

Raquel Delmiro já tinha passado mal antes e essa semana chegou a fazer uma bateria de exames em Teresina, mas os resultados foram normais. Segundo vizinhos e amigos, a noz da índia estava sendo ingerida pela mulher há alguns meses.

Na noite dessa quarta-feira, dia 03 de janeiro, Raquel passou mal com falta de ar, foi levada ao hospital e sofreu uma parada cardiorrespiratória. O médico de plantão, identificado como Jerfesson, tentou reanimá-la, mas sem sucesso sendo que a estudante morreu minutos depois no HRCM.

Na declaração de óbito não foi divulgada pelo Hospital Regional, mas existem as suspeitas de que o medicamento para emagrecer tenha provocado a morte da estudante, cujo corpo já está sendo velado em sua casa, no Bairro São Luís, em Campo Maior.

Fontes médicas revelaram para a nossa reportagem informaram que a noz da índia provoca uma baixa de pressão (hipotensão), cuja consequência é a parada cardiorrespiratória.

A noz da índia tem a venda proibida no Brasil pela Anvisa. A medicação é um tipo de semente, cujo nome científico é Aleurites moluccana, a qual foi atribuída a característica de auxiliar na perda de peso.

Fonte:portaldecampomaior

Leave a reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *