Energia Fotovoltaica é tema de palestra realizada no auditório do SAAE

Com o intuito de apresentar ao público uma alternativa em geração de energia considerada uma fonte limpa e inesgotável, os engenheiros Raimundo Abreu e Antérison Santos realizaram nesta terça (08/01) no auditório do SAAE – Serviço Autônomo de Água e Esgoto uma palestra com o tema Energia Fotovoltaica. O evento foi aberto pelo Advogado, prof. Assis Lima e contou com a presença de gerentes de instituições como o Banco do Brasil, Banco do Nordeste, do presidente do CREA-Conselho Regional de Engenharia e Agronomia do Piauí, Ulisses Filho, de Agentes do Agroamigo, representante da EMATER, técnicos da Secretaria Municipal de Limpeza e Iluminação Pública,  de empresários e líderes comunitários.

Durante a palestra os engenheiros apresentaram os diferentes sistemas fotovoltaicos, com ênfase no sistema on gride, falaram ainda sobre a evolução no número de pessoas físicas ou jurídicas que já são responsáveis pela geração da própria energia e lembraram o potencial do Piauí para geração de energia solar.

8b3f7388-d7f9-469a-8f07-6e641d90d128

Raimundo Abreu destaca que entre os benefícios está a autossuficiência energética. “Todo o investimento que é feito para implantação do sistema é recuperado no quinto ano, sendo que as placas são capazes de produzirem energia durante 30 anos, cabendo ao investidor apenas realizar a manutenção (limpeza das placas) que dependendo da região acontece com um período mais estendido e o custo é irrisório,” detalhou.

Na oportunidade foi abordada a existência de linhas de crédito disponíveis para financiar a implantação do sistema fotovoltaico no Piauí. Em Campo Maior, a linha de crédito pode ser concedida pelo bancos do Nordeste e do Brasil, tanto para pessoa jurídica quanto para física.

O gerente do Banco do Brasil, Leonardo Campelo lembra que apoio ao investidor traz benefícios principalmente ao meio ambiente. “Na realidade estamos trazendo um bem para todo mundo, primeiro estamos mostrando as pessoas à importância de trabalhar a sustentabilidade e o ganho econômico que as pessoas vão ter, seja com a implantação do sistema no comercial ou residencial, e como o Piauí tem maior incidência na produção de energia solar temos que saber aproveitar e transformar isso em benefício para a comunidade,” disse o gerente.

Já o gerente do Banco do Nordeste, Carlos Whashington destacou a redução de custos na produção de energia limpa. “Nossa intenção é favorecer as pessoas que pouco conseguem produzir, em função do custo da energia convencional, essa é uma alternativa para que elas possam fazer um investimento a longo prazo e tenham essa redução elevando a produção, a produtividade e gerando emprego e renda para nosso município,” destacou o gerente.

DSCF8947 DSCF8946 DSCF8945 DSCF8985DSCF8931

 

Texto e fotos: Silvana Moraes

Leave a reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *