Encontro de Jornalistas: Como informar em um mundo tão midiático?

Como informar uma vez que a informação já chegou ao leitor, por meio de mídia como whatsapp, face book e outras? É correto nos dias de hoje, fazer jornalismo sentado em uma cadeira dentro da redação?

Como manter o equilíbrio ao se posicionar em redes sociais como profissional e cidadão, sem usar sua credibilidade da imagem profissional para influenciar no pensamento político das pessoas?
Afinal de contas, que é ser aético?

Foram vários os questionamentos debatidos durante o IX Encontro de Jornalista do Piauí que ocorreu no final de semana, no auditório do SENAC em Teresina, em volta do tema: “O avanço tecnológico e o futuro da mídia impressa”.

Para o renomado jornalista Menezes de Moraes, o papel do jornalista está a cada dia mais importante nesse mundo midiático, pois é ele (jornalista) o responsável para apurar, lapidar as informações e repassar essa informação limpa ao internauta. “É preciso largar a redação, sair pra ruas, encontrar a notícia”. Diz ele. “Lugar de jornalista é junto às suas fontes”. Acrescentou Menezes.

Elivaldo Barbosa jornalista da TV Cidade Verde defendeu que o posicionamento político do profissional em enquanto cidadão em redes sociais não deve influenciar no pensamento das pessoas.

Com relação à ética segundo o código do profissional jornalístico de relações públicas é vedado ao jornalista comunicar algo que não seja manifestadamente comprovado.

Durante todo o debate foram feitas citações ao saudoso Abdias Silva, jornalista e cronista natural de Campo Maior, pela carreira de sucesso no jornalismo nacional.
A homenagem a Abdias Silva foi um dos momentos marcantes durante o encontro.

Sua característica principal segundo seu amigo pessoal Paulo José, era a economia de palavras.

“Levei a imprensa muito a sério, em trinta anos de trabalho nunca tive uma notícia desmentida”. Essa é uma das frases marcante de Abdias Silva.

DSCF9141

DSCF9242

DSCF9136

DSCF9183

DSCF8992

 

DSCF9020

DSCF9034

DSCF9128

DSCF9006

Abdias Silva, em vídeo documentário.

 

 

Leave a reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *