Eduardo Cunha deve ser transferido da PF, para presídio nesta segunda (19).

A Justiça do Paraná decidiu, que o ex- presidente da Câmara e deputado cassado Eduardo Cunha (PMDB-RJ) deve ser transferido nesta segunda-feira (19) da carceragem da Polícia Federal, em Curitiba, para o Complexo Médico Penal, uma penitenciária de regime fechado, localizada em Pinhais na Região Metropolitana.

No Complexo estão outros políticos envolvidos no escândalo da Petrobras, como o ex-ministro José Dirceu e o deputado cassado André Vargas.

A transferência de Cunha foi solicitada pela PF na segunda-feira (12) e justificada pela lotação da carceragem. A defesa do deputado pediu sua permanência na sede da PF, entre os argumentos, eles alegaram que a ação penal em que Cunha é réu está em “pleno desenvolvimento”, com depoimento marcado para 7 de fevereiro, e a mudança atrapalharia a rotina de reuniões entre cliente e defensores na PF.

cunha

O juiz Sergio Moro explica que o espaço da carceragem da PF é limitado e destina-se a local de passagem, com algumas exceções. Segundo ele a penitenciária é considera boa, “talvez melhores do que a da própria carceragem da Polícia Federal”.

“A transferência, portanto, não é sanção, mas visa atender exclusivamente uma necessidade de abrir espaço na carceragem da Polícia Federal e a de evitar superlotação prejudicial aos presos”, diz a decisão.

Cunha foi preso em 19 de outubro, na Operação Lava Jato, na qual é réu por, segundo o MPF, ter recebido propinas em um contrato de Petrobras.

Por: Silvana Moraes

Informações G1

Leave a reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *