Chapa de Wellington Dias impetra ação contra sindicato da Saúde: “4 anos de deboche”

A coligação do governador Wellington Dias (PT) entrou com uma ação contra o Sindicato dos Empregados em Estabelecimentos de Saúde Pública do Piauí (Sindespi) no Tribunal Regional Eleitoral (TRE-PI), alegando que a categoria induz o eleitorado a não votar na chapa encabeçada pelo Partido dos Trabalhadores. Segundo nota desses servidores, o fato ocorreu na tarde da última segunda-feira (10/09).

chapa

O Sindicato espalhou painéis em várias cidades do Piauí. Chapa de Wellington Dias pede na justiça a imediata retirada do material
O Sindespi divulgou peças publicitárias, como outdoors veiculados em várias cidades do Piauí, com a seguinte afirmação: “Governo Wellington, 04 anos de deboche. Saúde sem reajuste, sem promoção, sem progressão, sem enquadramento, sem plano de carreira”. A categoria alega que a coligação “A vitória com a força do povo” interpretou mal o texto e que os ataques seriam contra o governo e não eram de cunho eleitoreiro.

A chapa do governador pede que as peças sejam retiradas de circulação por estarem “induzindo o eleitorado a não votar no aludido candidato, mediante pedido inequívoco, fato este que possui o condão de influenciar a vontade do eleitor, e por conseguinte, o resultado do pleito”. O Sindespi ainda esclareceu que as denúncias não possuem conotação pessoal.

Edna Martins, presidente do Sindespi, ressalta que a campanha intitulada “# Servidor Exige Respeito” busca a valorização da categoria e a denúncia do descaso durante os últimos 04 anos.
“Foram mais de vinte reuniões sem nenhum resultado concreto. As promoções e progressões estão atrasadas desde 2016, e o plano dos administrativos, que é de 2014, nunca foi cumprido. Por fim, o Governo excluiu os servidores da Saúde até mesmo do mísero reajuste de 2,95% concedido às outras categorias”, argumenta Edna.

Fonte: Portallivre

Leave a reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *