Campo Maior: Defensoras Públicas recebem Título de Cidadania

Um titulo de cidadania é algo que fortalece os laços e retorna como apoio ao bom trabalho realizado em prol de uma justa causa, é o que acontecerá em Campo Maior na noite desta quinta feira na câmara de vereadores.

Realizando um trabalho importante para as garantias das leis e do direito democrático em nosso país as defensorias têm dado dignidade aos cidadãos que têm se utilizado dos serviço deste importante órgão público. Pensando assim o vereador Edvaldo Lima com apoio dos demais vereadores de Campo Maior irão conceder às três defensoras que atuam na cidade, uma homem justa, justíssimo, muito justo, assim dizia um personagem da TV e que nós copiamos com os nossos sinceros respeitos a essa justa homenagem…

No Site do da Defensoria nós copiamos esta matéria que faz referência a esse acontecimento importante para o trabalho dessa três novas campomaiorense.

As Defensoras Públicas Dra. Andréa de Jesus Carvalho, Diretora das Defensorias Públicas Regionais e Titular da 2ª Defensoria Pública Regional de Campo Maior; Dra. Carla Yascar Bento Feitosa Belchior, Gerente Regional de Campo Maior e Titular da 1ª Defensoria Pública Regional de Campo Maior e Dra. Edvalda Regina Xavier Almeida, Titular da 3ª Defensoria Pública Regional de Campo Maior, serão agraciadas nesta quinta-feira (06), com o Título de Cidadania Campomaiorense.

O título foi proposto pelo Vereador Edvaldo da Silva Lima e a solenidade será realizada no auditório da Câmara Municipal de Campo Maior, às 19h.

A Defensora Pública Geral, Dra. Francisca Hildeth Leal Evangelista Nunes considera que a concessão do Títulos de Cidadania às três Defensoras é uma demonstração positiva do reconhecimento do trabalho que a Defensoria Pública desenvolve em Campo Maior, através das ações desempenhadas pelas três Defensoras homenageadas. “Receber esse tipo de reconhecimento, com o qual já foram agraciados outros Defensores Públicos em outros municípios e inclusive na capital, só nos engrandece e nos dá a certeza de que a Defensoria Pública está desenvolvendo seu trabalho de forma correta, ética e pontual”, afirmou Dra. Hildeth Evangelista

Leave a reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *