Campanha “Laço Branco” recebe apoio da Polícia em Campo Maior

Com o intuito de sensibilizar os homens sobre a violência contra a mulher. A Prefeitura Municipal de Campo Maior, através da Secretaria de Assistência Social e a Coordenação de Políticas Públicas para Mulheres realizou nesta quinta-feira (6), uma campanha de conscientização a favor da não violência contra a mulher com panfletagem e distribuição de laços brancos no Posto da PRF- Polícia Rodoviária Federal, na BR-343.

DSCF7828

A campanha contou com apoio das policiais Federal, Civil e Militar, da Coordenadoria Estadual de Políticas para as Mulheres e da Secretaria Municipal de Saúde por meio da Coordenação de Endemias.O engajamento da Polícia  foi fundamental para a abordagem dos condutores de veículos durante a atividade.

A campanha, cujo nome é “Laço Branco”, mobilizou os homens em um ato público em favor do fim da cultura de violência contra as mulheres. A ação faz alusão ao Dia Nacional de Mobilização dos Homens pelo fim da Violência contra as Mulheres, comemorado hoje, 06 de dezembro.

DSCF7731

Segundo a coordenadora de Políticas para as Mulheres, Luzia Pereira, a ideia é a conscientização para que não pratiquem e não se omitam diante de uma violência, construindo relações familiares em uma cultura de paz, diálogo e convivência harmoniosa. “Apesar de existirem homens que cometem violência contra mulher, também existem aqueles que repudiam essa atitude” disse Luzia ao agradecer a parceria e engajamento de todos os envolvidos na campanha.

Para a secretária Nilzana Gomes, a campanha tem importância fundamental para o fortalecimento da luta pela não violência contra a mulher. “O Laço Branco busca promover o fortalecimento no enfrentamento a violência, simboliza a paz, e relacionamentos saudáveis, fazendo com que os homens apoiem a causa e não fechem os olhos para diante dessa triste realidade”, disse a secretária.

História

O dia 06 de dezembro foi instituído no Brasil pela Lei 11.489/2007, como Dia Nacional de Mobilização dos Homens pelo fim da Violência contra as Mulheres. A data remete a um evento ocorrido em 1989, em Montreal, no Canadá, quando Marc Lepine, de 25 anos, invadiu uma sala de aula da Escola Politécnica. Ele ordenou que os homens se retirassem e começou a atirar, assassinando 14 mulheres. O rapaz suicidou-se em seguida, Marc deixou uma carta justificando o ato: não suportava a ideia de ver mulheres estudando engenharia, um curso tradicionalmente masculino.

DSCF7790 DSCF7758 DSCF7785 DSCF7770 DSCF7826 DSCF7743 DSCF7741DSCF7847 2f029ba4-1804-49f9-be53-77fee4cce4cf 8b2a0daa-647a-471d-aa67-eb9871c2e826 17e47e7e-95b5-429a-9d37-6d3a1e11d67f 121e4f20-6dec-4fd9-b0f2-1c11d474da18 359a934b-9a45-4b72-9218-ac7bf24bafc8 4931848e-3f2d-441b-a361-e14c6ad1cac4

Leave a reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *