Caminhada da Acessibilidade chama atenção da sociedade para o respeito aos direitos da Pessoa com Deficiência

A Associação dos Deficientes Físicos e Auditivos de Campo Maior (ADEFAC), junto com a ADVIC – Associação dos Deficientes Visuais Campomaiorenses, APAE em parceria com a Prefeitura Municipal por meio da Secretaria de Trânsito, o Tiro de Guerra com o apoio de Escolas da Rede Municipal e Estadual de Ensino realizaram na manhã desta segunda-feira (10), a II Caminhada da Acessibilidade pela principais avenidas do centro de Campo Maior. A secretária de Assistência Social, Nilzana Gomes e o Secretário de Trânsito, Major Paz participaram do evento.

A Caminhada que nesse ano tem como tema “Igualdade e Oportunidade para todos”, tem como objetivo chamar atenção da sociedade em geral para o respeito aos direitos da Pessoa com Deficiência, não apenas nas ruas, em espaços como estacionamentos, no comércio, mas principalmente como pessoa.

Para o presidente da ADEFAC, Luís Cadeira, o município de Campo Maior já avançou muito no que se refere à acessibilidade, “atualmente as pessoas com deficiência, como os cadeirantes, têm acesso a locais como estacionamento, comercio, mas ainda há o que melhorar, queremos acessibilidade de emprego e renda, queremos direitos e oportunidades iguais”, enfatizou.

A secretária de Assistência Social, Nilzana Gomes disse que ao acompanhar a caminhada foi possível perceber algumas dificuldades dos cadeirantes e deficientes visuais. “Campo Maior é exemplo para muitos municípios, mas claro ainda precisamos melhorar a acessibilidade dessas pessoas, fazer com que elas possam circular no dia a dia, afinal de contas somo todos iguais, temos direitos iguais”, disse.

A secretária lembrou ainda a inclusão de pessoas com deficiência nos grandes eventos realizados pela Prefeitura Municipal como o Amorarte e o Sabor Maior.

Já o presidente da ADVIC, Cristovão destacou que “as pessoas precisam entender o que é acessibilidade, pois não adianta construir rampas e permitir por exemplo o estacionamento de veículos na frente, ou colocarem mercadorias em cima de calçadas, a acessibilidade é para todos, se para um cadeirante é ruim, imagine para quem é deficiente visual”, disse.

O Professor e Diretor da Escola Municipal Nossa Senhora das Mercês, Ricardo Freitas destacou a importância da participação dos alunos no evento. “Precisamos demostrar nosso interesse na luta pela inclusão, da necessidade de termos mais acessibilidade, e a integração entre as crianças da nossa Escola, ditas especiais com as outras pessoas da sociedade”, disse Ricardo.

As escolas municipais Milton Soldani, Nossa Senhora de Fátima, Nossa Senhora das Mercês, Mariema Paz, CAIC, Patronato e o CETI Raimundinho Andrade, e integrantes do GRAUC também participaram da Caminhada.

DSCF6056 DSCF6057 DSCF6009 DSCF6014 DSCF6017 DSCF6018 DSCF6020 DSCF6022 DSCF6024 DSCF6027 DSCF6036 DSCF6069 DSCF6108 DSCF6079 DSCF6072

Leave a reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *