Aluno da rede municipal é premiado em Olimpíada Nacional da Língua Portuguesa

O aluno Francisco Cássio de Oliveira, do 9º Ano do Ensino Fundamental da Escola Municipal Hilson Bona, em Campo Maior, garantiu medalha de bronze ao passar pelas Comissões Julgadoras da 6ª edição regional da Olimpíada de Língua Portuguesa, Categoria Crônica, em São Paulo (SP). A sua orientadora, professora Solange Andrade, também foi premiada por ter sido uma das vencedoras na categoria relatos de prática.

MEDALHISTAS_1

A premiação foi feita em solenidade nos dias 23 a 25 de outubro. Ao longo dos três dias, a dupla participou de oficinas de produção de texto, debates, passeio cultural e sarau.

O tema das produções é “O lugar onde vivo”, que propicia aos alunos estreitar vínculos com a comunidade e aprofundar conhecimento sobre a realidade local, contribuindo para o desenvolvimento da cidadania. A professora Solange Andrade ressaltou a importância de estar vivenciando esse momento.

MEDALHISTA_2

“Amigos, eu e Cássio vivemos três dias de intensa atividade. Estudamos, passeamos e aprendemos muito. Cássio é medalha de bronze. Uma medalha sonhada e conquistada com muito esforço. Sinto-me orgulhosa pela conquista do nosso aluno. Eu também estava competindo com os demais professores e tive a emoção de ser uma das quatros vencedoras. Agradeço a todos que torceram por nós”, declarou.

“São os nossos professores fazendo a diferença na vida de nossas crianças, através da educação de qualidade. Nós acreditamos na excelência de nossos profissionais e na competência de nossos alunos”, disse a secretária e incentivadora de projetos educacionais, Conceição Lima, demonstrando orgulho e felicidade com mais essa conquista.

A Olimpíada de Língua Portuguesa é um concurso de produção de textos para alunos de escolas públicas de todo o país, do 5º ano do Ensino Fundamental ao 3º ano do Ensino Médio. A iniciativa é do Ministério da Educação e da Fundação Itaú Social, com a coordenação técnica do Centro de Estudos e Pesquisas em Educação, Cultura e Ação Comunitária.

Leave a reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *