AGOSTO LILÁS: Combater a violência contra mulher é responsabilidade de todos

A Lei de Violência Doméstica e Familiar contra a mulher, “batizada” de Lei Maria da Penha, sancionada em 7 de Agosto de 2006, comemora 12 anos de existência, a data é celebrada com o Agosto Lilás uma campanha de conscientização sobre a violência contra a mulher que envolve estados, municípios e sobretudo, a sociedade. Nesse sentido, a Prefeitura de Campo Maior mais uma vez entra na luta em defesa da mulher.

Apesar da existência da Lei, o Brasil que ocupa o 5º lugar no ranking da violência doméstica, não tem muito que comemorar. Outro fator agravante, são casos que tramitam no Judiciário, cerca de 900 mil processos sobre o tema, destes, 10 mil são casos de feminicídio.

Com 17 casos de feminicídios registrados este ano, o Piauí apresenta a maior taxa de congestionamento nos processos de violência doméstica contra a mulher no país. Segundo o levantamento do Conselho Nacional de Justiça (CNJ), de toda a demanda de casos que corriam no âmbito do Tribunal de Justiça do Piauí ao final de 2017, 86% não haviam sido julgados.

Segundo dados da Secretaria de Governo do governo Federal, 15 mulheres são mortas por dia pelo fato de serem mulher. Por ano, 500 mil mulheres são vítimas de estupro e estima-se que apenas 10% dos casos chegam à polícia.

Por esta razão, a Coordenadoria de Políticas para mulheres de Campo Maior, promove ações de conscientização sobre os tipos de violência contra as mulheres.

Segundo a coordenadora de Políticas para Mulher, Luzia Pereira, a união entre as mulheres é fundamental para reverter esse quadro.

Como denunciar:

A denúncia de violência doméstica pode ser feita em qualquer delegacia, com o registro de um boletim de ocorrência, ou pela Central de atendimento à Mulher ( ligue 180 ) de forma anônima e gratuita, disponível 24 horas em todo o país.

Leave a reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *