41 pessoas são mortas durante queda de avião

Nesta quarta-feira (4), um avião de carga de fabricação russa caiu após decolar do aeroporto de Juba, Sudão do Sul. Pelo menos 41 pessoas morreram e duas ficaram feridas. O porta-voz do governo, Ateny Wek Ateny informou que as autoridades suspeitam que uma falha no motor tenha causado a tragédia.

queda-de-aviao-russo-deixa-ao-menos-41-mortos-336495

De acordo com O Globo, o avião transportava 19 pessoas, incluindo 15 passageiros sudaneses e quatro tripulantes russos, dos quais 17 morreram. Por ter caído em uma área de residências rurais em uma pequena ilha do Nilo Branco, o acidente deixou um numero indeterminado de vitimas em terra.

queda-de-aviao-russo-deixa-ao-menos-41-mortos-336494

Relatos feito por uma radio local, informou que a aeronave ia para Paloch no estado de Nilo Alto, quando caiu apenas 800 metros da pista do aeroporto de Juba. O mau tempo está dificultando o trabalho de resgate. Partes dos destroços do avião ficaram espalhadas pela vegetação perto da água.

Testemunhas

Pessoas que estavam no local e na hora do acidente, informaram que 41 pessoas haviam morrido, mas que o numero poderia subir. Outra testemunha contou que o avião caiu por causa de falha em um dos motores. A aeronave é do modelo Antonov-12.

Aeroporto de Juba

O aeroporto da capital do país é o mais movimentado devastado pela guerra que já dura quase dois anos e recebe regularmente voos comerciais, bem como uma série de aeronaves e aviões militares de carga que levam ajuda às regiões remotas.

O Sudão do Sul está imerso em um conflito civil desde dezembro de 2013, quando o presidente Salva Kiir acusou seu ex-vice, Riek Machar, de planejar um golpe de Estado.

Acidente com aviões russos

Este é o segundo acidente envolvendo uma aeronave russa. Na madrugada do último sábado (31), um avião russo com 224 pessoas abordo, caiu na península do Sinai após decolar de uma cidade no litoral do Egito. Eram 217 passageiros e sete tripulantes. Todos os passageiros morreram.

Fonte: GP1

Tagged with:

Leave a reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *