16 Dias de Ativismo: Coordenadoria realiza palestra pelo fim da Violência contra Mulher

DSCF7088

A Prefeitura de Campo Maior por meio da Secretaria de Assistência Social e Geração de Renda – SEMAS, através da Coordenadoria de Políticas para Mulheres realizou na tarde desta quarta-feira 28, uma palestra com famílias assistidas pelo Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos. A palestra foi ministrada pela Coordenadora da “Casa Abrigo Mulheres Vivas”, em Teresina, Ana Cleyde Nascimento.

camaramulheres

O evento faz parte da programação da campanha “16 dias de Ativismo, pelo Fim da Violência contra as Mulheres”, lançada no município na última segunda-feira, 26, pelo prefeito Professor Ribinha. Na terça-feira (27/11), a Coordenadora de Políticas para Mulheres, Luzia Pereira apresentou o movimento aos vereadores e ganhou o apoio dos parlamentares. Nesta quarta (28), realizou a primeira palestra para as mulheres que cumprem pena na Penitenciária Regional José de Arimateia Barbosa Leite, em Campo Maior.

A campanha é uma iniciativa da ONU e realizada em mais de 160 países. Esse é o segundo ano que acontece no Município e busca conscientizar a população campomaiorense sobre os diferentes tipos de agressões contra as mulheres.

DSCF7062

A palestrante Ana Cleyde destacou a importância de prevenir a violência contra a mulher não só no período da campanha, mas durante o ano inteiro. “É importante lembra que a cada cinco minutos uma mulher é agredida no Brasil, portanto temos que falar e prevenir a violência todos os dias, e as mulheres que sofrem violência, nós pedidos que busquem ajuda, busquem salvar sua vida e a vida de sua família, procurem um profissional no CRAS, na Assistência Social, na Saúde, na Segurança, onde tiver uma pessoa de confiança busque essa ajuda para que possa ter um auxilio no enfrentamento a violência, pois a violência não maltrata só a mulher, mas a família como um todo e as crianças sofrem o reflexo dessa violência podendo ser futuras agressoras”, disse.

DSCF7044

A ideia da campanha, segundo Luzia Pereira, é “prevenir a violência contra a família; quando se fala em prevenir a violência contra mulher nós falamos de prevenir a família e assegurar uma sociedade saudável, porque a sociedade é feita de homens e mulheres e precisamos de pessoas saudáveis para que possamos ter desenvolvimento em nossa sociedade e em nosso país”, concluiu.

DSCF7083DSCF7037 DSCF7039DSCF7068

Leave a reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *